Últimas faixas da Marginal Tietê serão liberadas após desmoronamento nas obras do metrô

O acidente ocorreu no dia 1 de fevereiro durante a construção da Linha 6-Laranja do metrô, e não deixou vítimas

Luana Franzãoda CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

As últimas faixas da pista local da Marginal Tietê, interditadas após o desmoronamento de obras no metrô no local, serão liberadas às 17 horas desta sexta-feira (25).

O acidente ocorreu no dia 1 de fevereiro durante a construção da Linha 6-Laranja do metrô, e não deixou vítimas.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai liberar totalmente a pista local da Marginal Tietê no sentido Ayrton Senna, entre as ruas Cenno Sbrighi e Visconde de Nanique. Com isso, desvios provisórios estabelecidos para facilitar a circulação deixarão de existir.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) da capital paulista, que declarou que foi finalizada a drenagem da Saída de Emergência e da área das obras, e que o asfalto foi recuperado.

Nos próximos dias a concessionária fará uma análise das condições das tuneladoras.

A cratera deixada pelo desabamento no canteiro de obras foi preenchida com argamassa e rochas.

A futura Linha 6-Laranja do metrô ligará a Brasilândia à estação São Joaquim, próxima ao centro de São Paulo. Ela contará com 15 estações e ganhou o apelido de "Linha Universidade", ao ligar diversas instituições de ensino da capital. As estações previstas para seus 15 quilômetros de extensão são: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Sesc Pompeia, Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida, Angélica/Pacaembu, Higienópolis/Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim.

*Sob supervisão de Rafaela Lara

Mais Recentes da CNN