Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Valeu, Natalina”: jovem que virou meme processa humorista Diogo Defante

    Criança se confundiu durante entrevista e disse frase que viralizou; família pede indenização por dano moral e direito de imagem

    O humorista Diogo Defante
    O humorista Diogo Defante Reprodução/Instagram

    Marcos GuedesGuilherme Gamada CNN Em São Paulo

    Uma entrevista veiculada em 2019 no canal do humorista Diogo Defante fez surgir um meme que marcou as comemorações de Natal daquele ano e dos próximos. No vídeo, o comediante pede a um garoto que mandasse uma mensagem natalina. O menino se confunde e diz: “Valeu, Natalina!”, acreditando se tratar de um recado para uma pessoa com esse nome.

    A resposta, que viralizou nas redes sociais, acabou indo parar nos tribunais, com os familiares do autor da frase, que ainda é menor de idade, buscando indenização por dano moral e direito de imagem. O vídeo foi gravado no bairro de Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. O menino abordado por Defante era vendedor de balas.

    Em 2021, Defante esclareceu, durante entrevista a um podcast, que aquele conteúdo não foi monetizado. Em outra ocasião, ele presenteou as crianças com produtos eletrônicos, obtidos por meio de parcerias, e compartilhou o vídeo em seu canal.

    Contudo, em maio deste ano, os advogados Mario Cataldo Neto e Rafael da Mota Cataldo ingressaram com uma ação na Comarca de Duque de Caxias. O processo está em andamento, com a última movimentação em 3 de dezembro, sem decisões até o momento.

    Na ação, a qual a CNN teve acesso, os representantes legais pedem que o “meme” não seja veiculado por terceiros em redes sociais com fins lucrativos, sob pena de multa diária de R$ 5.000, além de uma indenização pelo uso indevido da imagem do autor em diversos meios de comunicação.

    Com o recesso judiciário no Rio de Janeiro iniciado em 20 de dezembro, o caso será retomado a partir de 7 de janeiro do próximo ano para análise.

    A CNN tentou contato com o advogado de Diogo Defante para comentar o caso, mas não obteve resposta até o momento. O espaço permanece aberto para manifestações.