Witzel prorroga quarentena no Rio até 31 de maio e estuda novas medidas

Documento obtido pela CNN mostra que Secretaria da Saúde avalia que situação atual do estado já justificaria a adoção do bloqueio total, o chamado 'lockdown'

Da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), decidiu prorrogar até o dia 31 de maio a quarentena decretada no estado. A decisão de Witzel será publicada na próxima segunda-feira (11), quando perderia efeito o atual decreto de isolamento social.

Durante o fim de semana, o governador vai avaliar com a equipe em seu gabinete possíveis novas medidas de endurecimento da quarentena.

Um documento da Secretaria Estadual de Saúde obtido pela CNN aponta que, na avaliação dos técnicos da pasta, a situação da saúde no estado já justificaria a adoção de um bloqueio total, o chamado “lockdown”.

No texto, a pasta afirma que 98% dos leitos de UTI estão ocupados. O cenário é grave, pois a Secretaria reconhece que as previsões estão baseadas em dados subnotificados e sem atualização.

Assista e leia também:

Governo envia vídeo de reunião ministerial ao STF

Presidente do STJ barra divulgação de exames de Bolsonaro para Covid-19

Mas mesmo com essas lacunas, a secretaria reconhece “a possibilidade de saturação do sistema de saúde” do estado do Rio e afirma que a taxa real de infecção no estado “é desconhecida” porque não foi possível realizar a testagem em massa da população.

Segundo os números mais recentes do Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro é o segundo maior estado em relação aos números do novo coronavírus. São 15.741 casos confirmados e 1.503 mortes decorrentes do novo coronavírus.

Mais Recentes da CNN