Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Coreia do Sul lança sua primeira sonda lunar

    Desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia (KARI), a nave de 678 kg tem seis cargas úteis

    Sonda da Coreia será enviada à Lua por um foguete Falcon 9, da SpaceX, que será lançado da Estação de Cabo Canaveral (EUA)
    Sonda da Coreia será enviada à Lua por um foguete Falcon 9, da SpaceX, que será lançado da Estação de Cabo Canaveral (EUA) divulgação / KARI

    Gawon Baeda CNN*

    Ouvir notícia

    A Coreia do Sul lançou sua primeira missão lunar na quinta-feira (4), quando seu orbitador lunar local decolou da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, a bordo de um foguete SpaceX.

    Uma transmissão ao vivo do lançamento na manhã desta sexta (5) na Coreia do Sul mostrou o orbitador “Danuri” – que significa “aproveite a lua” – se separando com sucesso do foguete Falcon 9.

    Desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia (KARI), a nave de 678 kg tem seis cargas úteis, incluindo equipamentos fabricados na Coreia.

    Espera-se que ele entre na órbita da lua em dezembro, antes de iniciar uma missão de observação de um ano, onde procurará possíveis locais de pouso para futuras missões, realizará pesquisas científicas do ambiente lunar e testará a tecnologia da internet no espaço, disse o Ministério da Ciência da Coreia do Sul.

    Se for bem-sucedido, a Coreia do Sul se tornará o sétimo explorador lunar do mundo e o quarto na Ásia, atrás da China, Japão e Índia.

    O lançamento desta sexta ocorre enquanto a Coreia do Sul acelera seu crescente programa espacial e busca enviar uma sonda à Lua até 2030.

    Em junho, o país lançou com sucesso satélites em órbita com seu foguete Nuri, em um passo significativo para seu programa espacial.

    Os lançamentos espaciais têm sido uma questão delicada na península coreana, onde a Coreia do Norte enfrenta sanções internacionais por causa de seu programa de mísseis balísticos com armas nucleares.

    Em março, a Coreia do Norte pediu a expansão de seu local de lançamento de foguetes espaciais para avançar em suas ambições espaciais, depois que a Coreia do Sul e os Estados Unidos a acusaram de testar um novo míssil balístico intercontinental sob o pretexto de lançar um veículo espacial.

    A Coreia do Sul diz que seu programa espacial é para fins pacíficos e científicos e qualquer uso militar da tecnologia, como em satélites espiões, é para sua defesa.

    *Com informações da Reuters.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN