Em show, Kanye West faz as pazes com Drake e se declara a ex, Kim Kardashian

O fim do ano é um momento típico de busca pela resolução de conflitos pendentes. Para o rapper Kanye West, é possível dizer que a energia de reconciliação desta época está fazendo algum efeito

Kanye West, ou Ye: declarações de fim de ano em pleno show
Kanye West, ou Ye: declarações de fim de ano em pleno show Getty Images

Debora Sandercolaboração para a CNN

Ouvir notícia

 

Na noite desta quinta-feira (9), Kanye West, que agora se apresenta como Ye, participou de show beneficente com Drake, selando a paz entre os artistas após anos trocando farpas. Os dois se reuniram em prol de Larry Hoover, ex-integrante de uma gangue de Chicago, condenado a várias sentenças de prisão perpétua desde 1973.

Durante o show no Memorial Coliseum, em Los Angeles, Ye aproveitou para fazer um apelo pedindo que Kim Kardashian, sua ex-mulher, voltasse para ele. A tentativa de reaproximação aconteceu no final de sua performance da música “Runaway”. O rapper adaptou um trecho da letra, cantando “Eu preciso que você volte correndo direto para mim. Mais especificamente, Kimberly.”

Kim Kardashian foi ao show acompanhada da filha mais velha, North, de 8 anos, de seu casamento com Ye. O ex-casal está em processo de separação desde fevereiro deste ano. Há cerca de um mês, o rapper afirmou em entrevista ao podcast Drink Champs que Kim Kardashian ainda seria sua esposa. “Ainda não saiu papelada nenhuma”, afirmou.

Motivado pelo movimento de conscientização sobre a reforma penitenciária nos Estados Unidos, o show beneficente “Free Larry Hoover” foi a oportunidade de Ye e Drake deixarem de lado as diferenças que os levaram a trocar uma série de ataques, indiretas em músicas e discussões nas redes sociais.

Os dois rappers têm em comum o esforço pela libertação de Larry Hoover, cujas condenações foram consideradas controversas. No início de novembro, o empresário J. Prince publicou em seu Instagram um vídeo em que Ye convida Drake a participar com ele do show, propondo que os dois colocassem a rivalidade “para descansar” e apresentassem no palco “os dois maiores álbuns do ano” – em referência ao seu próprio álbum, “Donda”, e ao lançamento mais recente de Drake, “Certified Lover Boy”, ambos de 2021.

Ao longo de quase dez anos, os rappers firmaram parcerias em uma série de trabalhos, como nas músicas “Show me a good time”, “Find your Love”, “Forever” e “Glow”. Com o tempo, disputas por visibilidade e datas de lançamentos foram gradualmente minando a relação entre os dois, até que em 2018 o desafeto tornou-se público e explícito.

A cereja do bolo foi o lançamento da faixa “The story of Adidon” pelo rapper Pusha T. A letra da música tornou público que Drake teve um filho com a ex-atriz pornô Sophie Brussaux. Kanye foi acusado por Drake de ter revelado o fato a Pusha T, e a partir daí os ataques mútuos se tornaram mais recorrentes.

Veja abaixo um trecho do show desta quinta-feira, quando Ye e Drake cantaram juntos no palco.

Mais Recentes da CNN