Programa solo de Gabriela Prioli estreia na CNN dia 30 de outubro

A primeira temporada de "À Prioli" terá oito episódios

Da CNN

Ouvir notícia

A primeira temporada de “À Prioli”, programa solo da advogada e influenciadora digital Gabriela Prioli, vai estrear na CNN Brasil no próximo dia 30 de outubro (sábado), às 21h45. A atração é mais um lançamento da marca CNN Soft, braço da CNN na produção de entretenimento com informação.

Gravado inteiramente fora dos estúdios, o programa mostrará que todas as grandes personalidades, mesmo aquelas que julgamos conhecer, têm aspectos mais complexos do que podemos imaginar. A primeira temporada terá oito episódios. Em cada um, uma personalidade diferente se revela. Os nomes dos entrevistados serão divulgados em breve.

Gabriela Prioli foi uma revelação da CNN Brasil. Ela surgiu na estreia do canal como participante do quadro “O Grande Debate” e, na sequência, ancorou a primeira temporada do “CNN Tonight”, ao lado da jornalista Mari Palma e do historiador Leandro Karnal. Neste período, Prioli se transformou em uma das maiores influenciadoras do país.

Cada detalhe da produção do novo programa foi pensado com muito cuidado para olhar grandes nomes sob uma perspectiva diferente. A decisão de  gravar fora dos estúdios foi tomada para deixar o convidado mais à vontade e as entrevistas mais leves.

“Nem nos meus maiores sonhos eu imaginei um programa de entrevistas como esse. Dei pitaco em todas as etapas do programa. Fiz questão de escolher todos os entrevistados, pesquisei a vida de cada um deles para estar confortável na hora da entrevista. Foi delicioso conversar livremente com personalidades que eu admiro e poder explorar a multiplicidade de cada um. Espero que o público se sinta íntimo de todos eles assim como eu me senti”, afirma Gabriela Prioli.

“À Prioli” vai muito além do conteúdo exibido na televisão e contará com ampla interação em redes sociais. Entre outras atrações haverá, antes do início do programa, um pingue-pongue no YouTube com o convidado do dia e três curiosidades sobre o entrevistado no Instagram.

Mais Recentes da CNN