Em encontro de cúpula sobre coronavírus, Toffoli não convida Bolsonaro


Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
16 de março de 2020 às 19:23

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, não convidou o presidente Jair Bolsonaro para a reunião na sede da corte que colocou na mesma mesa as principais autoridades da República na tarde desta segunda-feira (16) em Brasília. A informação foi confirmada por duas fontes à CNN Brasil

Do Executivo, foram convidados o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da Advocacia-Geral da União, André Mendonça. A ideia do encontro era debater o avanço do coronavírus no país.

Sentaram-se à mesa as cúpulas de outros oito órgãos: o procurador-geral da República, Augusto Aras; o presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio Noronha; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia: do Senado, Davi Alcolumbre; do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro; do Tribunal Superior do Trabalho, Maria Cristina Pedruzzi. Do STF, além de Toffoli, participaram mais seis ministros: Rosa Weber, Luiz Fux, José Roberto Barroso, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes. 

A reunião ocorreu menos de 24 horas depois de Bolsonaro, em entrevista exclusiva à CNN Brasil,  ter praticamente intimado Alcolumbre e Maia a saírem às ruas. Era uma resposta às críticas de ambos ao fato de ele ter ido saudar manifestantes em frente ao Palácio do Planalto que protestavam, dentre outros alvos, contra o Congresso e o STF.

Dias Toffoli, Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre em Brasília

Os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli; da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; da República, Jair Bolsonaro; e do Senado, Davi Alcolumbre, após café da manhã no Palácio da Alvorada, em Brasília (28/05/2019)

Foto: Marcos Corrêa/ Presidência da República