Após deixar monitoramento, Bolsonaro passa por segundo teste de coronavírus 

Presidente foi submetido a novos exames no Palácio da Alvorada, em Brasília

Da CNN Brasil, em São Paulo
17 de março de 2020 às 12:03 | Atualizado 17 de março de 2020 às 15:42
Bolsonaro quebra quarentena e cumprimenta apoiadores em frente do Palácio do Planalto
Foto: Adriano Machado/Reuters (15.mar.2020)

O presidente Jair Bolsonaro passou por um novo teste de coronavírus nesta terça-feira (17). Conforme mostrado pela CNN, um carro oficial do Hospital das Forças Armadas chegou ao Palácio da Alvorada, em Brasília, com a equipe médica. 

A confirmação foi feita pelo repórter Rudá Moreira, da CNN, que também informou que foram submetidos ao teste os ministros Luiz Ramos, da Secretaria de Governo, Augusto Heleno, do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República), e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, nesta terça.

Além deles, também passou por teste o secretário de Assuntos Estratégicos, Almirante Flávio Rocha. Todos saíram da sala da equipe médica utilizando máscaras.

Até o momento, ao menos 13 integrantes da comitiva que viajou com o presidente aos Estados Unidos tiveram resultado positivo para o COVID-19. 

Desde o fim de semana, o presidente deixou o monitoramento ao qual estava submetido em ao menos duas ocasiões. No domingo, participou das manifestações de apoio ao seu governo, em Brasília, quando cumprimentou e interagiu com mais de 200 pessoas, contrariando os protocolos sanitários do Ministério da Saúde. 

Na segunda-feira, participou de uma reunião no Ministério da Economia.

Resultado negativo

Na sexta-feira (13), Bolsonaro usou as redes sociais para comunicar que a primeira contraprova feita por ele teve resultado negativo para o exame de coronavírus.

"HFA/SABIN atestam negativo para o COVID-19 o Sr. Pres. da República Jair Bolsonaro", disse Bolsonaro na publicação, acompanhada de uma foto dele fazendo gesto de "banana" com os braços diante de microfones da imprensa. "Parem de acreditar na mídia fake news! Eles que precisam de vocês!", acrescentou o presidente em outra mensagem.

Bolsonaro foi testado para coronavírus na quinta-feira, depois que o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, que o acompanhou na viagem oficial aos EUA, teve confirmada infecção pela doença.

Com informações da Agência Reuters