Deputado da Rede protocola impeachment de Bolsonaro; Frota adia entrega

Leandro Gross baseou pedido com base em participação do presidente em protestos no domingo

Caio Junqueira e Julliana Lopes Da CNN Brasil, em Brasília
17 de março de 2020 às 10:24 | Atualizado 17 de março de 2020 às 12:03
O presidente Jair Bolsonaro falou a distância com apoiadores ao sair do Palacio da Alvorada
Foto: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

 

O deputado distrital Leandro Grass, da Rede do Distrito Federal, protocolou na manhã desta terça-feira o primeiro pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. O pedido, com 26 páginas, fundamenta-se basicamente nesses pontos conforme descrito na quarta página:

1) Apoio e convocação às manifestações do dia 15 de março de 2020, por meio da divulgação de vídeos em redes sociais, bem como por pronunciamento oficial, realizado em 7.3.2020, em escala para viagem aos Estados Unidos

2) Declaração, em 9.3.2020, de que as eleições gerais de 2018 foram fraudadas, cujas provas estariam em suas mãos e nunca foram apresentadas, nem no foro competente e nem para a imprensa; 

3) Declarações indecorosas direcionadas à Jornalista Patrícia Campos Mello, feitas no dia 19.2.2020

4) Publicação de vídeo, em rede social, com conteúdo pornográfico, ocorrida no carnaval do ano de 2019

5) Determinação expressa de comemoração do Golpe Militar de 1964, direcionada às Forças Armadas Brasileiras, em 25.3.2019.”

Frota adia entrega de pedido

 

Outro pedido de impeachment estava prometido para ser apresentado nesta tarde pelo deputado federal Alexandre Frota, mas ele desistiu. Segundo ele, o motivo foi o coronavírus. 

“Devido ao processo de coronavírus onde o país está mobilizado em torno do assunto, exclusivamente a Câmara federal está com sua capacidade reduzida, achei por bem adiar o protocolo de entrega do impeachment. Para que eu possa escolher uma data correta com funcionamento na Câmara”, disse o deputado.

Para que o processo se inicie, é preciso que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, autorize. Segundo seus interlocutores, porém, ele não irá dar encaminhamento, ao menos por ora, ao pedido já apresentado.