PGR pede que R$ 1,6 bilhão da Lava Jato seja usado contra coronavírus


Gabriela Coelho Da CNN Brasil, em Brasília
19 de março de 2020 às 20:09

O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (19) a realocação de R$ 1,6 bilhão pagos pela Petrobras em decorrência de acordo firmado com autoridades norte-americanas para financiar ações de prevenção e combate à pandemia da covid-19.

Segundo Aras, o atual cenário “exige que ações emergenciais e extraordinárias sejam adotadas com a finalidade de não apenas conter a propagação e o contágio do vírus, mas também de cuidar dos doentes e públicos prioritários”. O pedido será analisado pelo ministro Alexandre de Moraes.

Em setembro do ano passado, o ministro Alexandre de Moraes homologou o acordo para destinar R$ 1 bilhão da Petrobras para combater incêndios florestais e outro R$ 1,6 bilhão para a educação. O dinheiro é oriundo de acordo assinado pela estatal com o governo dos Estados Unidos. Inicialmente, os procuradores do Ministério Público Federal em Curitiba pretendiam controlar este montanta para destiná-lo a "iniciativas de combate à corrupção".