Toffoli procura Maia e pede que salário de servidores não seja cortado


Larissa Rodrigues e Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília
25 de março de 2020 às 17:07
O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli (30.out.2019)

Foto: Divulgação/STF

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, conversou, no início da noite desta terça-feira (24/03), com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre a possibilidade de cortar parte dos salários dos servidores públicos para ajudar a economia brasileira a passar pela crise da pandemia do coronavírus. A iniciativa partiu do presidente do STF que pediu a Maia que não levasse a diante a ideia da diminuição de salário dos funcionários. 

A informação foi confirmada pela reportagem da CNN com interlocutores dos dois poderes. Durante a conversa, Maia se comprometeu a pensar melhor sobre o assunto antes de dar seguimento as propostas que diversos partidos políticos estão apresentando e que visam cortar até 20% do salário dos funcionários públicos enquanto houver reflexos da doença no país.

Nessa quarta (24), por exemplo, a bancada do partido Novo na Câmara do Deputados apresentará uma proposta de emenda à constituição (PEC) para autorizar a diminuição dos salários dos servidores públicos O texto pretende alterar o valor dos honorários dos funcionários municipais, estaduais e federais