Ministério do astronauta Marcos Pontes investirá R$ 100 milhões contra COVID-19


Natália André Da CNN, em Brasília
27 de março de 2020 às 17:11 | Atualizado 27 de março de 2020 às 19:07

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC) vai investir R$ 100 milhões no combate ao novo coronavírus.

O recurso foi liberado como crédito suplementar pelo governo federal e terá como origem o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).

Dos principais objetivos do ministério, chefiado por Marcos Pontes, está a descoberta de remédios e de uma vacina contra a infectação pela COVID-19.

Para isso, um grupo de especialistas já foi formado e obteve resultados. Além da busca pelo sequenciamento do vírus SARS-CoV2 que circula pelo Brasil, a Secretaria de Políticas para Formação e Ações Estratégicas, chefiada pelo secretário Marcelo Morales, descobriu cinco moléculas que inibem o vírus.

"Queremos testar essas cinco moléculas, em breve, em um grupo de pacientes com o novo coronavírus. Esse já é um grande passo para descobrimos medicamentos específicos. Vale reforçar que essas descobertas também estão sendo possíveis por inteligência artificial", afirmou Morales.

Ferramenta e edital

A pasta também está lançando o IdearuMCTIC, uma ferramenta para a conexão de ideias e avaliação de maturidade de soluções tecnológicas, com foco inicial nos desafios apresentados pela pandemia.

Na área da ciência, está sendo anunciada nesta sexta-feira (27) uma chamada pública na área da saúde no valor de R$ 50 milhões, sendo que o MCTIC investirá R$ 30 milhões e o Ministério da Saúde, R$ 20 milhões.

O edital será lançado por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência vinculada ao MCTIC. A chamada contemplará projetos nas áreas de diagnósticos, vacinas, testes clínicos com pacientes, patogênese do vírus e outros temas relacionados ao combate ao COVID-19.

Além disso, o MCTIC está anunciando sete encomendas tecnológicas no valor total de R$ 50 milhões por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública do MCTIC. São elas:

- Sequenciamento do código genético do vírus
- Dois protocolos de testes clínicos com paciente utilizando medicamentos para combater o COVID-19
- Um estudo utilizando Inteligência Artificial para seleção de moléculas que possam inibir a replicação viral
- Pesquisa em inovação para testes diagnósticos, desenvolvimento de vacinas e projeto de na área social