Carla Zambelli avalia Ministério da Saúde: deveria estar mais bem preparado

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) concedeu entrevista à CNN e disse que Luiz Henrique Mandetta 'não pode chamar toda atenção para ele'

Da CNN, em São Paulo
15 de abril de 2020 às 20:38 | Atualizado 15 de abril de 2020 às 20:44

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) conversou com a CNN nesta quarta-feira (15) sobre a crise do Ministério da Saúde com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela aproveitou para apontar o que considera erros da pasta ao conduzir a pandemia do novo coronavírus no país. Na visão da deputada, o tom da comunicação da Saúde "tem sido de pânico", e deveria estar mais bem preparada.

Para ela, ao mesmo tempo que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, parece bom moço, "ele age como alguém que está colocando o presidente em xeque-mate". "O ministro não pode trazer toda atenção para ele. Ele [Mandetta] quer o quê? É briga de popularidade?", indagou.

"Foi horrível ele [Mandetta] ter dito no Fantástico que as pessoas não sabem se obedecem o presidente ou o ministro da Saúde. Quem foi eleito foi o presidente, quem tem a visão do todo é o presidente", afirmou.

Zambelli acredita que Bolsonaro ainda não demitiu o ministro da Saúde, pois a "percepção sobre os erros da gestão estão sendo vistos só agora".

"Eu acho que o presidente está começando a perceber que o Ministério da Saúde deveria estar mais preparado. Se fosse assim, os governadores não teriam tomado tanta frente e não teríamos crises como as que estão acontecendo, como o pedido de impeachment de João Doria [governador de São Paulo]", disse.

Além disso, Zambelli elogiou o presidente Jair Bolsonaro. Disse que muitas vezes ele é "mal interpretado" e que sua preocupação "é com as vidas".

"O presidente é um guerreiro, é uma pessoa que tem contato com o público, que tem ouvido por meio das redes sociais a preocupação com o desemprego".