Cidadania vai pedir a Aras para investigar participação de Bolsonaro em atos

'Ora, não há como negar que o representado participou de tais atos, que serão objetos de investigação', diz o documento

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
20 de abril de 2020 às 16:36
O procurador-geral da República Augusto Aras
O procurador-geral da República Augusto Aras
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil(02.out.2020)

O líder do Cidadania na Câmara, Arnaldo Jardim, e o presidente da legenda, Roberto Freire, vão pedir o aditamento à representação apresentada na tarde desta segunda-feira (20) pela Procuradoria-Geral da República e solicitar a inclusão de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro em razão de sua participação nos atos do domingo.

“Ora, não há como negar que o representado participou de tais atos, que serão objetos de investigação, ainda que sua participação esteja restrita ao discurso acima retratado. De qualquer forma, consideradas as circunstâncias, é imperioso que a investigação também alcance o Presidente da República, a fim de que fique cabalmente esclarecida a real amplitude de sua participação nos supracitados atos”, diz o documento que será protocolado.