Lula pede a PT que partido não se precipite para derrubar Bolsonaro

Líder petista usou como argumento o fato de já ter sido presidente e saber como funciona o processo de nomeações  e exonerações de ministros

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
24 de abril de 2020 às 17:10
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (03.jun.2016)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em reunião realizada com dirigentes do PT no meio da tarde desta sexta-feira (24), o ex-presidente Lula pediu que a legenda “não se precipitasse” em qualquer movimento imediato para derrubar o presidente Jair Bolsonaro.

Lula usou como argumento o fato de já ter sido presidente e saber como funciona o processo de nomeações  e exonerações de ministros.

Também avaliou que o agora ex-ministro Sergio Moro, que o condenou à prisão, é responsável pela eleição de Jair Bolsonaro. Mas disse que não é o caso de ter qualquer procedimento vingativo contra ele.