Planalto faz pente-fino em mensagens de Bolsonaro com Moro para guerra jurídica

Equipe do presidente analisa mensagens com o ex-ministro desde meados de março

Daniela Lima
Por Daniela Lima, CNN  
27 de abril de 2020 às 16:52

Aliados de Bolsonaro afirmaram que a equipe dele realizou um pente fino nas mensagens trocadas entre o presidente e o ex-ministro Sergio Moro desde meados de março. Até mesmo o advogado-geral da União, André Mendonça, foi chamado para ajudar na análise das mensagens.

O movimento foi pensado para iniciar a defesa jurídica do Bolsonaro contra as acusações feitas por Moro em seu anúncio de demissão.

A ideia é criar uma linha temporal desde 11 de março --data da última entrevista de Moro em que o então ministro afirmou que o presidente nunca invadiu as competências da Polícia Federal-- para questionar o ex-juiz do porquê de ele não denunciar interferências na PF antes da data de sua saída do ministério.

A defesa busca criar a linha de argumentação de que, caso seja comprovada a interferência de Bolsonaro antes da data das acusações, Moro mentiu em entrevistas anteriores à sua saída do Ministério da Justiça.