PDT entra com mandado de segurança para impedir posse de Ramagem na PF

Informação foi pela analista de política Basília Rodrigues

Da CNN em São Paulo
28 de abril de 2020 às 07:25 | Atualizado 28 de abril de 2020 às 18:00

Logo após a oficialização da troca de comando na Polícia Federal, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) entrou com o pedido de mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que Alexandre Ramagem não tome posse na corporação. A informação é da analista de política da CNN, Basília Rodrigues. O pedido foi protocolado no início desta madrugada.

De acordo com Basília, o partido afirma que Ramagem faz parte do ciclo pessoal de amizade do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e seus filhos. 

O Diário Oficial da União confirmou, nesta terça-feira (28), a nomeação do diretor da Abin, Alexandre Ramagem, para a direção-geral da Polícia Federal, que substitui Marcos Valeixo, fora do cargo desde a semana passada.

Ainda nesta terça, a Rede Sustentabilidade também propôs uma ação no Supremo Tribunal Federal para questionar a nomeação. "Há desvio de finalidade evidente na nomeação de Alexandre Ramagem, violando diretamente preceitos fundamentais da Constituição, como os princípios da impessoalidade e da moralidade”, afirma.