'Só sei trabalhar com saúde', afirma ex-número 2 do ministério após exoneração

João Gabbardo avalia convites para continuar na área, mas não na pasta

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
30 de abril de 2020 às 10:05 | Atualizado 30 de abril de 2020 às 17:26
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Após uma intensa exposição no combate ao novo coronavírus, João Gabbardo, o ex-número 2 do Ministério da Saúde, avalia convites para continuar na área, mas não na pasta.

"Só sei trabalhar com saúde. Não me arriscaria em outra área", afirmou à coluna. 

Gabbardo, que é gaúcho, viaja nesta quinta-feira (30) para Porto Alegre, mas retorna a Brasília na próxima semana.

Leia também:
Análise: Troca de Gabbardo apaga marca de Mandetta no Ministério da Saúde

Para o lugar dele na secretaria-executiva do Ministério da Saúde, foi indicado o general Eduardo Pazuello, que assumiu com a missão de cuidar da logística das ações do ministério. 

Outros cargos também estão mudando. A edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União traz a nomeação do coronel Antonio Élcio Franco como secretário executivo-adjunto. Ele já foi secretário de Saúde de Roraima, onde teve contato com Pazuello.

Nesta tarde, Gabbardo publicou em seu perfil no Twitter um balanço oficial do Ministério da Saúde com quase 6 mil mortes por coronavírus. Até às 14 horas, desta quinta-feira, eram 5 mil 901 mortes confirmadas pelo coronavírus e mais de 85 mil casos de doentes que estão em tratamento. O ex-secretário não faz comentários, apenas afirma se tratar de uma atualização. Internautas responderam lamentando a saída dele da pasta.