Pedro Parente: falta organização e delegação de poderes para combatermos a crise


Da CNN, em São Paulo
20 de maio de 2020 às 22:51 | Atualizado 20 de maio de 2020 às 22:59

Em entrevista à CNN nesta quarta-feira (20), Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil do governo Fernando Henrique Cardoso e ex-presidente da Petrobras, disse que falta organização, delegação de poderes e informação do governo federal para enfrentar a crise do novo coronavírus. 

Parente, que foi o coordenador de uma espécie de gabinete de crise durante a crise do apagão em 2001 afirmou que o modelo que foi utilizado no passado deveria ter sido aplicado com mais intensidade na situação em que vivemos.

“Estou me referindo a constituição de um comitê de crise, pois a situação de hoje requer coordenação, velocidade decisória, autonomia e recursos. Em 2001, havia uma necessidade de organização de vários órgãos federal. Hoje, precisamos ainda mais”, afirmou. 

Ele explicou ainda que há 19 anos foi feita uma “comunicação direta” e que hoje as informações disponíveis “são muito falhas”. 

“Essa falta de informações confiáveis e de testes [para detectar a Covid-19] mostra que é impossível construir uma aliança com a sociedade”. 

Sobre a situação da economia, Parente não quis se arriscar a fazer previsões e disse que ninguém sabe exatamente o que vai acontecer.