Ministro da Justiça pede investigação de jornalista por charge contra Bolsonaro

Ministro da Justiça disse que pedido leva em conta a lei de crimes contra a segurança nacional e a ordem política e social

Anna Satie, da CNN
15 de junho de 2020 às 15:49 | Atualizado 15 de junho de 2020 às 15:52
O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil (29.abr.2019)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, anunciou nesta segunda-feira (15) ter pedido ao Ministério Público e à Polícia Federal a abertura de um inquérito sobre uma charge publicada pelo Blog do Noblat, que associaria, segundo o ministro, uma suástica nazista ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"O pedido de investigação leva em conta a lei que trata dos crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social", escreveu Mendonça no Twitter.

A charge em questão foi feita por Ricardo Aroeira e mostra Bolsonaro transfigurando a cruz vermelha de hospital em uma suástica, símbolo do regime nazista de Adolf Hitler. Na imagem, o presidente pergunta: "'Bora' invadir outro?". O perfil do blog, comandado pelo colunista da revista Veja, Ricardo Noblat, publicou a imagem em seu perfil do Twitter no domingo (14).

Noblat comentou a declaração de Mendonça na mesma rede social. Ele republicou as mensagens do ministro em seu perfil e escreveu: "Depois do inquérito das fake news, os bolsonaristas se converteram em defensores da liberdade de expressão. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra. Em todo caso, espero que eles me socorram se eu for processado por ter reproduzido uma charge que desagradou ao presidente."