Para evitar manifestações e ameaças, governador do DF volta a bloquear Esplanada

Fica proibido o trânsito de veículos e pedestres no local, com exceção para autoridades e servidores públicos federais identificados e em serviço

Daniel Adjuto
Por Daniel Adjuto, CNN  
16 de junho de 2020 às 12:56 | Atualizado 16 de junho de 2020 às 15:13

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, determinou o bloqueio da Esplanada dos Ministérios hoje e amanhã. Segundo a norma, fica proibido o trânsito de veículos e pedestres no local, com exceção para autoridades e servidores públicos federais identificados e em serviço.

No decreto, o governador justifica a medida citando ameaças de manifestantes aos Poderes da República, à Cúria Metropolitana de Brasília, sede da Arquidiocese de Brasília, e a organização de manifestações com pautas anticonstitucionais.

A ordem de Ibaneis leva em conta ainda, segundo o decreto, a necessidade de adoção de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar uma maior proliferação da covid-19 no Distrito Federal.

Esta é a segunda vez que Ibaneis Rocha determina o fechamento da Esplanada dos Ministérios. No domingo, o governador impediu manifestações no local após fogos de artifício serem lançados contra o edifício sede do Supremo Tribunal Federal.