Presidente do TCU: Grande pandemia atual no Brasil é a falta de diálogo

José Múcio Monteiro será ouvido amanhã no Congresso pela comissão mista que acompanha as medidas e os gastos relacionados à pandemia da Covid-19

Da CNN, em São Paulo
17 de junho de 2020 às 09:58 | Atualizado 17 de junho de 2020 às 11:40

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio Monteiro, disse em entrevista à CNN, nesta quarta-feira (17), que a grande pandemia atual no Brasil é a falta de diálogo. Para ele, se existisse isso, "estaríamos enfrentando melhor" a crise do novo coronavírus, além dos problemas econômicos e políticos.

"Precisamos despolitizar a crise e pacificar o país", afirmou ele. "Acho que falta estímulo ao diálogo em todos os poderes", disse em entrevista à analista de política Basília Rodrigues.

Múcio será ouvido nesta quinta-feira (18) no Congresso pela comissão mista que acompanha as medidas e os gastos relacionados à pandemia da Covid-19.

Assista e leia também:

TCU fará auditoria em gastos da Presidência com cartão corporativo desde 2017

Com ressalvas, TCU recomenda aprovação das contas do 1º ano do governo Bolsonaro

Planalto opera para distensionar relação com TCU

Para o presidente do TCU, nesse momento, "falta um projeto de construção do país”. Ele disse que a pandemia deixará sequelas e que a temporada pós-vírus será de muita dificuldade para o TCU, além de exigir muito equilíbrio dos governos.

Múcio afirmou também que alguns gestores mal intencionados vão usar da crise causada pelo novo coronavírus para justificar malfeitos.

Formado em engenharia civil, Múcio foi deputado federal do Pernambuco de 1991 a 2009, ano em que renunciou ao mandato para assumir o cargo de ministro do TCU. Foi eleito presidente do órgão em dezembro de 2018.