'Já vai tarde', dispara Aloysio Nunes sobre exoneração de Weintraub

Ex-ministro dos governos Temer e FHC analisa a passagem do agora ex-ministro pela pasta da Educação

Da CNN, em São Paulo
20 de junho de 2020 às 18:21

Aloysio Nunes, ex-ministro das Relações Exteriores no governo Temer e ex-ministro da Justiça na segunda gestão de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), deu sua opinião em entrevista à CNN sobre a exoneração de Abraham Weintraub do Ministério da Educação.

"Quero manifestar um certo alívio com a saída dele do Ministério da Educação. Alívio misturado com apreensão porque, se ele foi pior que o anterior (Ricardo Vélez Rodríguez), que tinha ideias esquisitas e pouca convivência com a educação, não sei se o terceiro será pior ainda", disse.

"O pensamento que predomina no governo Bolsonaro não é exatamente conservador, é um pensamento reacionário e tumultuário. Weintraub foi para o Ministério da Educação exatamente com o objetivo de criar confusão, confronto. Não era para construir, era para destruir algo que eles consideravam fora do lugar".

Nunes falou sobre suas expectativas sobre a pasta. "É natural que quem venha a substituí-lo seja alguém conservador. Espero que venha alguém, ainda que conservador, mas com uma proposta com começo, meio e fim para a educação brasileira. Quer que eu diga uma coisa com toda a sinceridade? Já vai tarde", disparou.

A exoneração de Weintraub foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial da União neste sábado (20), que cita que a saída dele foi "a pedido". O ex-ministro, que já está nos Estados Unidos, deixou o cargo na última quinta-feira e irá ocupar um cargo de direção no Banco Mundial.