Embaixador dos EUA testa negativo para Covid-19 após ter encontrado Bolsonaro

Representante se encontrou sem máscaras com presidente Jair Bolsonaro neste fim de semana

Anna Satie, da CNN em São Paulo
07 de julho de 2020 às 15:33 | Atualizado 07 de julho de 2020 às 15:41
O presidente Jair Bolsonaro e o embaixador dos EUA no Brasil Todd Chapman
O presidente Jair Bolsonaro e o embaixador dos EUA no Brasil Todd Chapman
Foto: Isac Nóbrega/PR (4.jul.2020)

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil informou nesta terça-feira (7) que o embaixador Todd Chapman e sua mulher, Janetta Chapman, testaram negativo para a Covid-19.

"O embaixador e a sra. Chapman testaram negativo e permanecerão em casa em quarentena. A Embaixada dos EUA está avaliando toda a equipe que pode ter sido exposta à Covid-19. A embaixada e os consulados continuam a seguir os protocolos do CDC [Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos]", escreveu o órgão no Twitter.

Leia também:

Veja o exame que confirmou que Bolsonaro está com o novo coronavírus

Cinco ministros que estiveram com Bolsonaro fazem testes de Covid-19 no Planalto

Os Chapman foram testados após receberem o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua casa para um almoço no último sábado (4), em comemoração ao dia da independência estadunidense. 

Também estavam presentes os ministros Eduardo Ramos, Fernando Azevedo e Silva, Ernesto Araújo e Braga Netto. Nas fotos divulgadas do encontro, todos aparecem sem máscara.

O tempo de encubação da Covid-19, segundo especialistas, é de cinco a seis dias em média. Doentes podem transmitir a doença até três dias antes da manifestação dos primeiros sintomas. O presidente começou a se sentir mal no domingo.

Mais cedo, Bolsonaro anunciou que contraiu o novo coronavírus. Na tarde desta segunda (6), ele disse à CNN que estava com sintomas da doença, como febre e oxigenação reduzida do sangue. 

Em entrevista nesta manhã, ele disse que já se sente melhor e que cumprirá o isolamento.