Guedes convida Rubem Novaes para função de conselheiro no RJ


Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
27 de julho de 2020 às 07:52 | Atualizado 27 de julho de 2020 às 08:03

De saída do Banco do Brasil, o economista Rubem Novaes foi convidado a trabalhar como conselheiro pessoal do ministro Paulo Guedes, no gabinete no Rio de Janeiro.

De acordo com integrantes da equipe econômica, aos 75 anos, Novaes estava saturado de trabalhar em Brasília, longe da família e alvo de duras críticas internas por defender a privatização do Banco e não avançar no alcance de clientes mais jovens para a instituição.

Guedes quer alguém mais afinado com o mundo tecnológico. A renúncia de Rubem Novaes já era sabida pela cúpula da Economia. Ele conversou com Guedes antes de anunciar, em comunicado oficial, que estava fora do Banco pela "renovação".

Novaes fica até agosto, quando o Banco publica o balanço mais recente. A disputa para o lugar dele está aberta e há expectativa de que o nome do sucessor seja anunciado nesta semana.

Auxiliares de Guedes resumem que a escolha não pode demorar para o Banco não ficar sujeito à especulação. "É um cargo que exige uma bela dose de paciência", afirmou uma fonte à CNN.