Leilão de joias de Sérgio Cabral arrecada R$ 4,6 milhões

Ex-governador está preso desde novembro de 2016, sentenciado a mais de 280 anos de prisão pela Justiça Federal por crimes investigados pela Operação Lava Jato

Estadão Conteúdo
29 de julho de 2020 às 17:34 | Atualizado 29 de julho de 2020 às 17:47

Diamantes e barras de ouro que pertenciam ao ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) foram leiloados por R$ 4,6 milhões nesta quarta-feira (29). As 20 peças que foram colocadas à venda estavam avaliadas inicialmente em R$ 3 milhões.

O pregão virtual foi realizado ao longo do dia. Foram leiloados 15 diamantes e cinco lingotes de ouro de 24 quilates. Os lances iniciais variavam de R$ 52,6 mil a R$ 246,5 mil. Segundo a De Paula Leilões, o valor mínimo pedido pelas peças representava 80% do valor de avaliação, mas todas elas foram vendidas com ágio.

Assista e leia também:

STF arquiva inquéritos da delação de Cabral que envolvem ministros do STJ e TCU

TJ-RJ confirma decisão que negou domiciliar ao ex-governador Sérgio Cabral

O leilão foi autorizado pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad). O montante arrecadado será destinado ao Ministério da Justiça e ao Fundo Antidrogas.

Sérgio Cabral está preso desde novembro de 2016. Ele já foi sentenciado a mais de 280 anos de prisão pela Justiça Federal por crimes investigados pela Operação Lava Jato.