Ricardo Barros, do Centrão, é oficializado como novo líder do governo na Câmara

Ex-ministro da Saúde do governo Michel Temer, deputado do PP substitui Vitor Hugo, líder do governo na Casa desde fevereiro de 2019

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
18 de agosto de 2020 às 04:37 | Atualizado 18 de agosto de 2020 às 19:18

Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (18), um despacho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), datado do dia anterior, que confirma a indicação do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), ex-ministro da Saúde, para exercer a função de líder do governo na Câmara. Ele substitui o deputado Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Casa desde fevereiro de 2019.

A troca havia sido antecipada pelo analista da CNN Igor Gadelha e anunciada publicamente por Barros na última quarta-feira.

"Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança do convite para assumir a liderança do governo na Câmara dos Deputados com a responsabilidade de continuar o bom trabalho do Líder Vitor Hugo, de quem certamente terei colaboração. Deus me ilumine nesta missão", escreveu Barros.

Barros foi ministro da Saúde do governo Michel Temer (MDB), entre 2016 e 2018. De 1989 e 1993, foi prefeito de Maringá (PR).

A CNN apurou que, ao ser anunciado novo líder do governo, o parlamentar paranaense buscou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e mandou mensagens para líderes de partidos alinhados ao Palácio do Planalto pedindo apoio para desempenhar a função.

Barros também planeja mudança na vice-liderança. Em conversas com interlocutores, ele defendeu que os 14 vice-líderes do governo devem ser indicados pelos líderes partidários alinhados ao Executivo. 

Até então, esses nomes vinham sendo escolhidos pelo Planalto e pelo líder do governo, sem necessariamente serem indicados pelos líderes de suas respectivas legendas na Casa. 

(Com informações de Igor Gadelha)