PF ouve mais uma deputada bolsonarista em inquérito sobre atos antidemocráticos

O depoimento da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) deve acontecer em Brasília, onde a parlamentar mora

Por Igor Gadelha, CNN  
24 de setembro de 2020 às 08:29 | Atualizado 24 de setembro de 2020 às 09:12

A Polícia Federal (PF) ouvirá nesta sexta-feira (25) mais uma parlamentar bolsonarista no inquérito que apura financiamento a supostos atos antidemocráticos: a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF). O depoimento deve acontecer em Brasília, onde a parlamentar mora. 

Bia é uma das parlamentares mais próximas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e costuma disparar duras críticas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A deputada já chegou a chamar o decano da corte, Celso de Mello, de “juiz de merda” e mandou o magistrado “se lascar”.

Leia também:

Ações contra atos antidemocráticos não violam direitos, diz presidente da ANPR

PF intima Moro a depor no dia 2 de outubro sobre atos antidemocráticos

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) vai depor nesta sexta (25)
Foto: Dida Sampaio - 21.mai.2020/Estadão Conteúdo

Nas últimas semanas, a PF tem avançado nos depoimentos de aliados do presidente. Na noite de terça-feira (22), policiais federais ouviram o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente. A oitiva ocorreu no gabinete dele na Câmara, em Brasília.

Também já prestaram depoimento no mesmo inquérito o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (Republicanos), também filho do presidente, e até alguns assessores presidenciais do Planalto.

Outros deputados bolsonaristas, como Carla Zambelli (PSL-SP), também devem ser ouvidos.