Suplente de Flordelis é alvo de operação no Rio

Agentes realizam busca e apreensão no Rio e em Niterói; investigação está sob sigilo

Thayana Araujo e Elis Barreto, da CNN, no Rio
20 de outubro de 2020 às 08:05 | Atualizado 20 de outubro de 2020 às 14:14

O ex-deputado estadual e radialista, Pedro Augusto, foi um dos alvos da operação do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Civil do RJ, deflagrada na manhã desta terça-feira (20) na capital e na cidade de Niterói.

Pedro Augusto também é suplente de Flordelis, indiciada como mandante da morte do marido o pastor Anderson do Carmo em junho de 2019.

Leia também:
Lava Jato: PF faz operação no RJ contra pessoas ligadas à diretoria da Petrobras

Operação contra o Comando Vermelho no Rio de Janeiro
Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com MP-RJ, o material apreendido será analisado para instrução de inquérito policial que apura possível prática de ‘rachadinha’ em gabinete da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

As investigações estão sob sigilo, razão pela qual não serão fornecidas mais informações, mas segundo fontes ouvidas pela CNN, a apuração se deu a partir do relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – Coaf.  No relatório consta uma movimentação atípica de R$ 4,1 milhões de ex-assessores de Pedro Augusto entre os anos de 2016 e 2017.

Todo o material apreendido na operação será encaminhado para a sede no Ministério Público do RJ, no Centro do RJ

A CNN aguarda posicionamento da defesa de Pedro Augusto.