Daniela Lima: o ministro todo-poderoso no STF em temas incômodos ao Planalto


Da CNN
22 de outubro de 2020 às 11:27

No quadro Em Off desta quinta-feira (22), na CNN Rádio, Daniela Lima analisa como o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), se tornou o “todo-poderoso” nas questões que incomodam o Palácio do Planalto após assumir a relatoria do inquérito que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal.

“Com a chegada do inquérito sobre a interferência na PF fecha-se o círculo dos assuntos mais incômodos ao presidente nas mãos de um ministros que terá, com a chegada de Kassio Marques ao Supremo, ao lado da ministra Rosa Weber, a função de dizer que lado da corte vai ganhar”, afirmou a jornalista.

Além desse inquérito, Moraes é o relator do que apura a origem e financiamento de ataques ao STF por meio de notícias falsas (fake news) e ameaças e também do inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos.

Assista e leia também:
Aliados avaliam que Alexandre de Moraes será mais ‘justo’ com Bolsonaro
Radar Político: Planalto não achou ruim sorteio de Moraes para julgamento no STF

Para Daniela, o STF tem hoje alguns ministros que se posicionam claramente como garantista: Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello. A eles, deve se juntar Kassio Nunes Marques, confirmado pelo Senado para a vaga que era de Celso de Mello.

Em outra ala da Corte, estão os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Cármen Lúcia e Luiz Fux.

“Quem alterna posições em temas relacionados à Lava Jato, por exemplo, é a ministra Rosa Weber e o ministro Alexandre de Moraes, que agora está com esses três processos de máximo interesse do Planalto e seus aliados.”

Em off

Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio

Foto: CNN Brasil