Se Salles fez post sobre Maia, Bolsonaro deveria demiti-lo, diz Sidney Rezende

Sidney Rezende aborda o post atribuído ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

Da CNN
29 de outubro de 2020 às 10:52 | Atualizado 29 de outubro de 2020 às 11:32

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (29), Sidney Rezende aborda o post atribuído ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que foi chamado de "Nhonho". Salles afirmou que alguém se utilizou indevidamente de seu perfil e apagou a conta na rede social. Veja a participação de Alexandre Garcia.

"É muito sério isso. Se ele [Salles] tivesse dito e escrito o que estava atribuído a ele na conta dele até o dia de ontem, não caberia ao presidente da República se não demiti-lo, afastá-lo sumariamente", defendeu Rezende, que classificou o post como "uma falta de respeito com o presidente da Câmara".

"Ele é um ministro de estado, e seria reincidente porque já fez aquela maneira de tratar o general Ramos - de uma forma completamente imprópria. Isto não é brincadeira. É muito sério", considerou.

Leia também:
Maia é aconselhado a não responder ataque de Salles
Salles diz a Maia que não o ofendeu

Rezende ainda pontuou que o afastamento deveria acontecer para que o caso não caísse na conta de Bolsonaro. "Se o presidente tolera esse tipo de coisa, cai na conta dele. Não é dessa forma que ministros devem conviver diante dos próprios colegas e da nação. O Brasil precisa de seriedade", concluiu.

Também com participação de Alexandre Garcia, o Liberdade de Opinião vai ao ar diariamente na CNN com transmissão simultânea na CNN Rádio.

(Edição: André Rigue)