Datafolha em São Paulo: Covas, 28%; Russomanno, 16%; Boulos, 14%; França, 13%

Atual prefeito segue na liderança, três candidatos estão tecnicamente empatados no segundo lugar

Anna Satie, da CNN, em São Paulo
05 de novembro de 2020 às 18:17 | Atualizado 05 de novembro de 2020 às 18:36
 

Uma pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) mostra o atual prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) na liderança pela reeleição, com 28% das intenções de voto.

Leia também:

Quem são os candidatos a prefeito de São Paulo nas eleições de 2020?

O segundo lugar é disputado por três candidatos, tecnicamente empatados: Celso Russomanno (Republicanos), com 16%, Guilherme Boulos (PSOL), com 14%, e Márcio França (PSB), com 13%. 

Da esquerda para a direita, os candidatos à prefeitura de São Paulo Bruno Covas (PSDB), Celso Russomanno (Republicanos), Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB)
Foto: Prefeitura de São Paulo/Câmara dos Deputados/CNN Brasil/Governo do Estado de São Paulo

Veja os percentuais de todos os candidatos à prefeitura de São Paulo:

- Bruno Covas (PSDB): 28%

- Celso Russomanno (Republicanos): 16%

- Guilherme Boulos (PSOL): 14%

- Márcio França (PSB): 13%

- Jilmar Tatto (PT): 6%

- Arthur do Val (Patriota): 4%

- Andrea Matarazzo (PSD): 3%

- Joice Hasselmann (PSL): 3%

- Levy Fidelix (PRTB): 1%

- Marina Helou (Rede): 1%

- Orlando Silva (PCdoB): 1%

- Nenhum/branco/nulo: 9%

- Não sabe: 3%

Vera Lúcia (PSTU) e Antônio Carlos Silva (PCO) tiveram menos de 1% das menções.

Na pesquisa anterior, divulgada em 22 de outubro, Covas tinha 23% das intenções de voto, Russomanno, 20%. Boulos se manteve estável com 14% e Márcio França oscilou três pontos percentuais, de 10 a 13%.

O candidato do Republicanos é o que tem mais rejeição. Quando questionados em quem não votariam de jeito nenhum, 47% responderam Russomanno. No segundo lugar, ficou a candidata do PSL, Joice Hasselmann (30%), e em terceiro, Bruno Covas (25%), Guilherme Boulos (22%), Jilmar Tatto (23%) e Levy Fidelix (22%), empatados tecnicamente. 

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor responde em quem vai votar sem ter os nomes dos candidatos apresentados anteriormente, Bruno Covas também está no primeiro lugar, com 19% das menções. Em segundo, está Guilherme Boulos, com 12% e, em terceiro, Russomanno (8%) e França (7%), tecnicamente empatados.

Simulação de segundo turno

O instituto simulou quatro situações de segundo turno entre os primeiros colocados. Bruno Covas venceria dos três candidatos subsequentes. Em uma disputa entre Boulos e Russomanno, o primeiro levaria a vantagem. 

- Bruno Covas 57% x 27% Celso Russomanno (branco/nulo: 15%; não sabe: 1%)

- Bruno Covas 54% x 32% Guilherme Boulos (branco/nulo: 12%; não sabe: 1%)

- Bruno Covas 48% x 32% Márcio França (branco/nulo: 12%; não sabe: 2%)

- Guilherme Boulos 41% x 39% Celso Russomanno (branco/nulo: 19%; não sabe: 1%)

A pesquisa entrevistou 1.260 eleitores da cidade de São Paulo entre os dias 3 e 4 de novembro. O nível de confiança e de 95% e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo, registrado na Justiça Eleitoral sob o número SP-06709/2020.