GSI emite alerta para blindar sites do governo de invasão hacker que atingiu STJ

Nesta quarta, o governo recomendou o controle do acesso administrativo, ou seja, de funcionários dos órgãos

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
11 de novembro de 2020 às 22:01 | Atualizado 12 de novembro de 2020 às 12:58

 

Com um hacker a solta, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que funciona dentro do Palácio do Planalto, emitiu nesta quarta-feira (11) um alerta aos sites do governo federal para limitar o acesso de servidores. A recomendação pode servir de referência para outros órgãos da administração pública.

O ataque a diversos sites de órgãos públicos está sob investigação da Polícia Federal, sendo que o sistema mais impactado foi o do Superior Tribunal de Justiça (STJ). No Poder Executivo, o Ministério da Saúde também comunicou que foi alvo de um vírus.

Assista e leia também

Bolsonaro afirma que PF identificou hacker que invadiu sistema do STJ

Microsoft desativa 90% de rede de computadores usada por hackers russos

Nesta quarta, o governo recomendou o controle do acesso administrativo, ou seja, de funcionários dos órgãos. O alerta sugere acesso limitado, em que menos servidores ficariam online ao mesmo tempo, ou com restrições, em que nem todos servidores acessariam todas as áreas. 

O alerta especial do GSI aponta para a existência de uma campanha massiva de ataques de Ransomware, um tipo de vírus que rouba dados para pedir resgate. 

O criminoso virtual criptografa o acesso do sistema com uma chave e oferece o desbloqueio mediante o pagamento de criptomoedas.

O material foi produzido pelo GSI em uma força tarefa, da qual fazem parte o  Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo, o Ctir, que compreende as ações da Polícia da Federal, Dataprev, Serpro, além da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia.