Com 57% de urnas apuradas em São Paulo, Covas tem 32%, Boulos 20% e França 13%


Da CNN, em São Paulo
15 de novembro de 2020 às 22:08 | Atualizado 15 de novembro de 2020 às 22:35


Após grande lentidão, a apuração dos votos de São Paulo teve o ritmo acelerado. Com 57,7% de urnas apuradas na capital paulistana, Bruno Covas (PSDB) está na liderança, com 32,81%, seguido por Guilherme Boulos (PSOL), 20,35%; Márcio França (PSB),13,65% e Celso Russomanno (Republicanos), com 10,49%.

Leia também

Acompanhe os resultados das eleições em sua cidade

O quinto lugar é ocupado por Arthur do Val (Patriota) com 9,77%, seguido por Jilmar Tatto (PT) com 8,58%, Joice Hasselmann (PSL) com 1,83%, Andrea Matarazzo (PSD) com 1,56%, Marina Helou (Rede) com 0,43%, Orlando Silva (PCdoB) com 0,23%, Levy Fidelix (PRTB) com 0,23%, Vera Lúcia (PSTU) com 0,06% e Antônio Carlos (PCO) com 0,01%.

Até o momento, o total de votos nulos é de 10,16% e de votos em branco é de 5,89%
  


São Paulo tem 57,77% das urnas apuradas; Covas tem 32,81%, e Boulos, 20,35%

São Paulo tem 57,77% das urnas apuradas; Covas tem 32,81%, e Boulos, 20,35%

Foto: Reprodução/CNN (15.nov.2020)

Instabilidade TSE

Uma hora após o começo da apuração dos resultados da eleições municipais, o sistema do Tribunal Superior Eleitoral apresentou problemas e ficou fora do ar. A assessoria de imprensa da Corte informou que área técnica travalha para solucionar o problema.

Em nota, o Tribunal Superior Eleitoral falou que, em razão da lentidão no processo de totalização dos votos (soma dos votos), está ocorrendo atraso na divulgação dos resultados.

"Os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto", disse, em nota. 

"Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã", completou.

(Publicado por Sinara Peixoto)