Russomanno mostrou que estratégia de levar Bolsonaro para disputa falhou

Debate entre Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) acontecerá hoje, a partir das 20h, na CNN

Da CNN, em São Paulo
16 de novembro de 2020 às 20:15 | Atualizado 16 de novembro de 2020 às 20:16

 

Celso Russomanno (Republicanos), candidato à prefeitura de São Paulo, é o principal exemplo de como a estratégia de se apoiar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para vencer ou ir para segundo turno nestas eleições municiapais falhou. A análise é de Renata Agostini, da CNN.

Assista e leia também:

CNN faz primeiro debate do segundo turno em São Paulo

Covas e Boulos disputarão segundo turno para prefeito de São Paulo

"Mesmo apoiando poucos candidatos, [Bolsonaro] não conseguiu transformar esse gesto em votos", avaliou. O presidente apoiou candidatos em seis capitais brasileiras. Dessas, os cadidatos de quatro prefeituras ficaram para trás: São Paulo, Belo Horizonte, Manaus e Recife.

"Em São Paulo, Celso Russomanno virou o principal exemplo de como essa estratégia de levar Bolsonaro para a corrida eleitoral falhou. A rejeição ao presidente se mostrou muito alta".

 

(Publicado por Sinara Peixoto)