SC: Prefeito que indicou polêmico tratamento com ozônio para Covid-19 é reeleito

Volnei Morastoni, do MDB, recebeu 47,98% dos votos válidos em Itajaí, cidade de Santa Catarina

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
16 de novembro de 2020 às 12:40 | Atualizado 16 de novembro de 2020 às 13:19
Prefeito de Itajaí (SC), Volnei Morastoni, anuncia em live implantação de novos tratamentos contra a Covid-19 na cidade
Foto: Reprodução

Após ficar marcado pela polêmica de recomendar um tratamento retal com ozônio para combater o novo coronavírus, Volnei Morastoni (MDB) conseguiu, neste domingo (15), a reeleição como prefeito de Itajaí, em Santa Catarina.

O tratamento indicado por Morastoni, que é médico, não possui comprovação científica e nem recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar da vitória em primeiro turno, a diferença entre o médico o e segundo lugar foi de menos de 3%. Volnei Morastoni ficou com 47,98% dos votos válidos (49.888) e, logo atrás, Robison Coelho, do PSDB, com 44,95% (46.734).

Leia também:
Coronavac: pausa nos testes não desmobiliza voluntários em SP
Covid-19: Pesquisadores britânicos cogitam misturar vacinas em testes futuros
Brasil só tem uma cidade sem caso confirmado de Covid-19

Como a cidade tem menos de 200 mil habitantes, não tem a disputa de um segundo turno.

Além do tratamento com ozônio, o prefeito reeleito também já indicou a medicação de pacientes do novo coronavírus com a hidroxicloroquina e invermectina, que também não possuem eficiência comprovada empiricamente contra a doença.

*Sob supervisão de André Rigue, da CNN