Bolsonaro quer esperar eleição no Congresso para se filiar a um partido político

Avaliação dos bolsonaristas é de que, em uma sigla menor, seria mais fácil o presidente acomodar seus aliados

Por Igor Gadelha, CNN  
18 de novembro de 2020 às 10:25 | Atualizado 18 de novembro de 2020 às 10:43

 

Criticado por participar da campanha eleitoral municipal sem estar filiado a um partido, o presidente Jair Bolsonaro só deve se filiar a uma sigla após a eleição para as presidências da Câmara e do Senado.

À CNN, aliados e auxiliares de Bolsonaro disseram que ele quer aguardar a eleição no Congresso, em 1º de fevereiro de 2021, para ver como ficará a acomodação das forças políticas após a disputa.

Dessa forma, o presidente também busca evitar atritos entre os partidos alinhados ao governo que participarão da eleição para o comando do Legislativo, embora tenha seus candidatos favoritos nos bastidores.

Leia também:
Bolsonaro diz que irá revelar países que compram madeira ilegal da Amazônia
Bolsonaro revê estratégia e avalia se filiar ao Centrão

O presidente Jair Bolsonaro
Foto: Adriano Machado - 01.set.2020 / Reuters

Segundo o analista da CNN Caio Junqueira, após a vitória do Centrão nas eleições municipais, Bolsonaro avalia se filiar a uma sigla do grupo, entre elas, o Progressistas ou o PSD.

A coluna apurou que aliados políticos do presidente preferem um partido menor, como o Patriotas – Bolsonaro já vem dialogando com o presidente da legenda, Adilson Barroso.

A avaliação dos bolsonaristas é de que, em uma sigla menor, seria mais fácil o presidente acomodar seus aliados no comando partidário nos estados. Em legendas maiores, isso seria mais difícil.

O presidente não descartou ainda a criação de uma nova sigla, a Aliança pelo Brasil, que ainda está na fase de coleta de assinaturas. A ideia é defendida principalmente pelos filhos de Bolsonaro.