Comissão Mista aprova convite para Pazuello explicar testes perto do vencimento

6,8 milhões de testes para Covid-19 não foram distribuídos e devem perder a validade entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021

Noeli Menezes, da CNN, de Brasília
24 de novembro de 2020 às 12:43 | Atualizado 24 de novembro de 2020 às 15:52
 

 

A Comissão Mista que acompanha as ações do governo federal para enfrentamento à pandemia aprovou nesta terça-feira (24) convite para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, explicar por que a pasta não distribuiu a estados e municípios 6,8 milhões de testes para Covid-19 que devem perder a validade entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

Segundo matéria do jornal Estado de S. Paulo, os testes do tipo RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde, estão estocados em armazém do governo federal em Guarulhos.

Leia também:
Bolsonaro diz que testes contra Covid encalhados são responsabilidade de estados

Efetivado no Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello quer mais proximidade com a população
Foto: Marcos Corrêa - 9.jul.2020/ PR


Além do requerimento do senador Wellington Fagundes (PL-MT) com convite a Pazuello, os parlamentares aprovaram um pedido de informações à Saúde, de autoria da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), sobre as razões para a não distribuição dos testes e se existe um plano para utilização desse material antes do vencimento.

A data da audiência com o ministro da Saúde ainda precisa ser definida, após consulta da comissão à pasta sobre a disponibilidade de agenda de Pazuello. Na ocasião, ele deve ser questionado também sobre as negociações da pasta para compra de vacinas contra Covid-19.