João Campos promete mulheres em 50% dos cargos de liderança de Recife

À CNN, prefeito eleito diz que discurso da igualdade precisa ser uma prática; ele também afirmou que implementará programa de crédito para pequenos empresários

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
30 de novembro de 2020 às 15:59

O prefeito eleito de Recife, João Campos (PSB), afirmou nesta segunda-feira (30) que seu governo terá, no mínimo, 50% dos cargos de liderança ocupados por mulheres e disse que implementará já no começo de 2021 um programa de crédito para pequenos empresários.

“O discurso da igualdade de gênero não pode ser apenas um discurso, tem que estar na prática. Fiz esse compromisso, de, no mínimo, metade dos cargos de liderança da prefeitura serem ocupados por mulheres. Podem ser mais”, afirmou Campos, em entrevista à CNN.

“Com isso, a gente mostra nosso compromisso e [traz] mais do que um símbolo, traz a capacidade feminina de trabalho, organização, ação e liderança para a gestão pública”, completou.

Campos afirmou estar animado para seu governo já que considera Recife uma cidade de muita oportunidade e de “uma vocação muito grande para o setor de serviço e de tecnologia”.

Assista e leia também:

João Campos (PSB) derrota Marília Arraes (PT) e é eleito prefeito de Recife

“Vamos disponibilizar R$ 3 mil com taxa de 0,99% e três meses de carência até para pessoas negativadas. A ideia é fazer, no mínimo, 10 mil operações por ano, focando nos pequenos nas comunidades no Recife”, explicou, sobre o programa de microcrédito.

“A gente sabe que o emprego e a renda são um grande gargalo”, continuou, dizendo que esse esforço da prefeitura terá como retorno levar para a formalidade quem está na informalidade.

Por fim, Campos afirmou que fará uma parceria com a companhia de saneamento para ampliar para 50% a cobertura de água e esgoto na cidade. “70% do território do recife é em área de morro, o que eleva a dificuldade para abastecimento de água e saneamento”, disse.

João Campos vota no segundo turno, em Recife; ele foi eleito com 56% dos votos válidos
Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Agência Pixel Press/Estadão Conteúdo (29.nov.2020)