'É hora de virar a página e curar a nação', diz Biden em discurso inicial

Will Marinho, da CNN, em São Paulo
14 de dezembro de 2020 às 22:14 | Atualizado 14 de dezembro de 2020 às 22:44


 

Em discurso nesta segunda-feira (14), o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, enfatizou a necessidade "curar a nação". A fala veio pós decisão da corte, que chancelou a vitória de do democrata por 306 votos dos delagados de cada estado americano. O republicano Donald Trump recebeu 232 votos.

Leia e assista também:

Colégio eleitoral oficializa Joe Biden como presidente eleito dos EUA
Primeira pessoa é vacinada contra a Covid-19 nos Estados Unidos
Colégio Eleitoral é quem escolhe presidente nos EUA; saiba como funciona

"E agora é a hora de virar a página, como já fizemos em nossa história. Para se unir, para curar", explicou o presidente se referindo as sucessivas contestações do seu adversário a sua vitória. Biden também ressaltou que existem trabalhos urgentes a serem feitos, dentre eles frear a pandemia.

Biden, reforçou que enfretar a pandemia é um dos pontos chaves do ínicio da sua gestão

Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

 
"Há um trabalho urgente a frente de nós. Manter a pandemia sob controle para vacina a nação contra esse vírus. Fornecer ajuda ecônomica imediata tão necessária para tantos americanos que estão sofrendo hoje. E então reconstruir nossa ecnomia melhor que nunca", pontuo Biden que encerrou o discurso com trechos da oração de São Franciso de Assim. "Onde eu houver trevas, que eu leve a luz", comentou.