Gisele Soares: Brasil deve ter cuidado com provocações do governo americano

Senador dos Estados Unidos cobrou que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e Jair Bolsonaro condenem ataque ao Capitólio

Da CNN, em São Paulo
15 de fevereiro de 2021 às 10:37

A comissão de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos quer que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) condene o ataque ao Congresso americano, que ocorreu em janeiro deste ano.

O pedido foi feito em uma carta enviada pelo presidente da comissão, senador Robert Menendez, do partido democrata. No documento, ele diz que caso o governo brasileiro não condene a invasão, a relação entre os países pode ser prejudicada.

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (15), a comentarista Gisele Soares avalia essa cobrança da comissão.

“Essa foi uma carta assinada individualmente pelo senador, mas não foi, pelo menos na carta, uma posição da comissão. Não houve uma reunião da comissão acerca desse tema específico. Portanto, é uma carta endereçada ao presidente brasileiro assinada exclusivamente e individualmente pelo senador, um senador que não tem a competência para então enviar e exigir essa ou aquela postura”, disse Gisele.

“Essa é uma competência do secretário de estado, que é hoje ocupado por Antony Blinken. E é muito interessante que essa carta veio no dia seguinte a uma conversa entre Blinken e Ernesto Araújo, que foi absolutamente pacífica e cordial e tratou de assuntos de interesse dos dois países. (...) É uma carta que exige uma postura do Brasil que, se não quiser, não tem nenhum dever de atendimento. O Brasil precisa tomar muito cuidado com essa resposta e provocações que têm vindo do governo americano.” 

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

A comentarista Gisele Soares no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN (15.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

 

(Publicado por Sinara Peixoto)