Bivar diz que tentará expulsar definitivamente Daniel Silveira do PSL

Presidente da sigla busca expulsão do deputado federal preso em flagrante: "não combina de jeito nenhum com o PSL"

Igor Gadelha
Por Igor Gadelha, CNN  
17 de fevereiro de 2021 às 09:29 | Atualizado 17 de fevereiro de 2021 às 19:04

O presidente do PSL, Luciano Bivar, busca a expulsão definitiva do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) dos quadros do partidos. 

“A Executiva tentará expulsar definitivamente o deputado. Não pode ter um cara desses nos quadros do PSL. O quanto antes o pessoal vai fazer isso. A gente briga muito pelo estado de direito, e isso não não combina de jeito nenhum com o PSL”, disse Bivar à CNN.

 

Deputado Luciano Bivar, do PSL
Deputado Luciano Bivar, do PSL
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Em nota à imprensa, a Executiva Nacional do PSL reitera as informações do presidente e afirma que está tomando as medidas legais cabíveis para garantir o afastamento definitivo do parlamentar.

"O PSL repudia com veemência os ataques proferidos pelo deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), ofendendo, de maneira vil, a honra dos mesmos, bem como proferindo críticas contundentes à instituição como um todo", diz a nota.

O texto divulgado pelo partido ainda afirma que os ataques são inaceitáveis. Segundo o PSL, "esta atitude não pode e jamais será confundida com liberdade de expressão".

O caso

Daniel Silveira está preso na carceragem Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro. O pedido de prisão foi expedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A decisão foi motivada por um vídeo publicado na conta oficial do deputado federal no Youtube em que ele ataca os ministros corte e pede o fechamento do Supremo. 

(Com informações de Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo)