Mourão vê excessos tanto de Daniel Silveira quanto do STF

Vice-presidente fez críticas tanto ao parlamentar quanto ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, e diz que 'não se chega ao equilíbrio somando-se excessos'

Por Igor Gadelha, CNN  
18 de fevereiro de 2021 às 07:06 | Atualizado 18 de fevereiro de 2021 às 08:01

O vice-presidente Hamilton Mourão avaliou nesta quinta-feira (18) à CNN que, no recente caso da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), houve excessos tanto por parte do parlamentar quanto de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não se chega ao equilíbrio somando-se os excessos. O deputado seguramente excedeu-se no exercício da imunidade parlamentar. Contudo, isso não autoriza que outros agentes se excedam também, porque assim o sistema de freios e contrapesos fica contaminado”, afirmou Mourão.

General da reserva, o vice-presidente disse também sistema de freios e contrapesos “decorre da separação de poderes e exige a temperança constitucional ante excessos inconstitucionais”. Para ele, o caso gerou uma “crise desnecessária”.

A declaração de Mourão foi a primeira feita por um integrante do alto escalão do governo federal sobre a prisão de Daniel Silveira. Como vem mostrando a CNN, o presidente Jair Bolsonaro foi aconselhado a não se envolver no caso, para evitar atritos com o Judiciário.

Vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão
Vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil