Governador do RS diz que Bolsonaro chega atrasado e que adotará novas restrições

‘Não é de se surpreender, já atrasou o país em tudo o que pode na compra de vacinas’, disse Eduardo Leite

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
19 de março de 2021 às 13:30 | Atualizado 19 de março de 2021 às 14:54

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, gravou um vídeo para rebater a ação de Bolsonaro contra restrições impostas aos gaúchos em que afirma que o presidente já chegou atrasado. "Não é de se surpreender, já atrasou o país em tudo o que pode na compra de vacinas, chega atrasado também na ação, uma vez que nosso decreto tem a vigência prevista até dia 21, o próximo domingo", afirma em vídeo divulgado nesta tarde.

De acordo com Leite, na próxima segunda-feira, o estado do Rio Grande do Sul adotará outras normas. "O presidente chega então atrasado e, infelizmente, coloca energia em conflito, em confronto, em enfrentamento, desprezando a gravidade da pandemia, enquanto ele poderia estar colocando essa energia toda em ajudar, em conseguir vacina para a população", afirmou.

Antes da gravação do vídeo, o governador se reuniu com a procuradoria-geral do estado para avaliar os argumentos que usará na Justiça para defender seus decretos.