Lewandowski envia para a Justiça Federal de Brasília inquérito contra Pazuello

Inquérito apura suposta omissão do ex-ministro da Saúde no enfrentamento da pandemia no Amazonas

Por Gabriela Coelho e Teo Cury, da CNN, em Brasília
24 de março de 2021 às 20:00 | Atualizado 25 de março de 2021 às 00:50

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, decidiu nesta quarta-feira (24) enviar para a primeira instância o inquérito que apura suposta omissão do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello no enfrentamento da pandemia no Amazonas, especialmente diante do colapso da saúde em Manaus.

“Considerando que o presente inquérito trata de supostos crimes praticados a partir do Distrito Federal, sede do Ministério da Saúde, determino a remessa dos presentes autos a uma das Varas Criminais da Seção Judiciária Federal de Brasília, para a adoção das providências cabíveis”, disse Lewandowski. 

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, concede entrevista coletiva em Brasília
Foto: Ueslei Marcelino/Reuters (15.mar.2021)

Lewandowski acatou um pedido da Procuradoria-Geral da República. Segundo a PGR, o caso deve ir para a primeira instancia porque com a saída do cargo, Pazuello não tem mais foro privilegiado. 

Em janeiro, o ministro Ricardo Lewandowski determinou a abertura de inquérito para apurar a conduta de Pazuello na crise de saúde pública em Manaus. O pedido de investigação partiu do procurador-Geral da República, Augusto Aras, que levou representação ao STF. Aras defendeu a necessidade de instaurar o inquérito para aprofundar as investigações sobre os "gravíssimos fatos" imputados ao ministro e seus auxiliares pelo partido Cidadania.