CPI da Covid também investigará estados e municípios, diz Alvaro Dias

Senador afirma que instalação, no entanto, ainda não é certa, já que governo pode agir para retirar assinaturas

Produzido por Rudá Moreira, da CNN em Brasília
10 de abril de 2021 às 00:27

A CPI da Covid, que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Carlos Barroso ordenou que o Senado instale, não deve se limitar apenas ao Governo Federal ao examinar possíveis desvios de recursos destinados ao combate da pandemia, na avaliação do senador Alvaro Dias (Podemos-PR).

"Quando se fala que estados e municípios não serão investigados, mostra-se não conhecer CPI. Os fatos são conexos. Os recursos saíram do governo federal: se foram desviados, haverá sim investigação envolvendo estados e municípios. Nosso partido protocolou requerimento para deixar isso claro, vamos sim procurar investigar o desvio de recursos por estados e municípios também", afirma.

Ele acredita que não existe momento certo ou errado para se abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). "Todo momento é bom para combater a corrupção. Há fato determinado indicando a existência de corrupção, de omissão. Há vidas perdidas em razão dessa irresponsabilidade. A corrupção com recursos da saúde é um crime hediondo, mais do que roubo é um assassinato. Há pessoas morrendo já que os recursos foram desviados".

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) (09.abr.2021)
O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) (09.abr.2021)
Foto: Reprodução/CNN

Dias evita dizer quando e se a CPI será aberta. "Não me arrisco a apostar que ela vá começar, porque o governo vai agir para retirar assinaturas. Depois, quando começa, você não sabe quando termina".