CPI propõe ouvir ex-ministro Mandetta na próxima terça-feira (4)

Lista de requerimentos elaborada pelo relator Renan Calheiros propõe a convocação dos ex-ministros da Saúde por ordem cronológica no cargo

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo, e Bia Gurgel, da CNN, em Brasília
27 de abril de 2021 às 13:58 | Atualizado 27 de abril de 2021 às 18:27

 O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Renan Calheiros (MDB-AL), apresentou um plano de trabalho da investigação, que pretende começar as oitivas na terça-feira (4) com a convocação do ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM-MS), para prestar esclarecimentos sobre a atuação do governo no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

A CNN antecipou a lista de 11 requerimentos apresentada por Renan Calheiros na comissão, que tem como uma das proposições a convocação do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e dos antigos ocupantes do cargo.

Os quatro gestores que ocuparam o Ministério da Saúde serão chamados para prestar depoimentos na condição de testemunhas, não de investigados. Madetta será o primeiro a ser ouvido, pois, o requerimento propõe que as oitivas ocorram em ordem cronológica do início da pandemia até o momento. 

Em ordem, serão ouvidos Henrique Mandetta, Nelson Teich, Eduardo Pazuello e, por fim, o atual ministro Marcelo Queiroga. Os senadores que integram a comissão ainda não decidiram as datas das oitivas. O colegiado discute se será permitido a prestação de depoimento remotamente.

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta em entrevista coletiva
Foto: Adriano Machado/Reuters (7.abr.2020)