Ala governista cria crise em CPI por falta de argumentos, diz Eduardo Braga

O senador considerou a judicialização da CPI como um “problema” e disse que a questão deveria ser tratada no Legislativo

Produzido por Rudá Moreira e texto por Renato Barcellos, da CNN, em Brasília e São Paulo
28 de abril de 2021 às 15:05 | Atualizado 28 de abril de 2021 às 15:08

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) disse em entrevista exclusiva à CNN que a ala governista da CPI da Pandemia quer criar uma crise política e jurídica em razão da falta de argumentos para debater as questões que são essenciais para o esclarecimento dos fatos à população.

Para o líder do MDB no Senado, embora Renan Calheiros (MDB-AL) possa ter de investigar o filho, que é governador de Alagoas, não há nenhum processo que caracterize o senador como suspeito para relatar a comissão.

“É fato que se um juiz de direito, concursado, recebe um processo que envolve um parente. O que ele tem de fazer? Ele tem que se dar como suspeito. Agora, não há nenhum caso concreto, nenhum processo nesse sentido em relação ao senador Renan Calheiros”, disse.

Braga considerou a judicialização da CPI como um “problema” e disse que a questão deveria ser tratada no Legislativo. De acordo com o senador, se fala muito do ativismo por parte do Judiciário, no entanto, ele ressaltou que “quem provoca a manifestação é um membro do parlamento”.

“Isso pode ter consequências políticas, é claro. Isso altera as correlações de força no diálogo e na negociação política que acontece, naturalmente, em uma casa como o Senado”, afirmou.

Eduardo Braga avaliou, ainda, que não foi apenas a pandemia que levou o Brasil a chegar ao número de 400 mil mortos em decorrência da Covid-19. Para ele, quem promoveu a desinformação durante a pandemia também tem uma parcela de culpa.

“A desinformação sobre o tratamento precoce foi criminosamente estimulada e postada nas redes. Nós estamos chegando ao número absurdo de 400 mil óbitos no Brasil. Isso não é pouca coisa e não é uma coisa que seja natural que tenha acontecido por conta da pandemia”, ressaltou.

Para o integrante da CPI, além da desinformação, a falta de um protocolo para combater a pandemia, o baixo número de suprimentos e o atraso nas vacinas também contribuíram para o alto número de casos no país.

O senador Eduardo Braga (MDB-AM)
Foto: CNN Brasil (28.abr.2021)