Mourão: Mortos em ação policial no Rio eram 'criminosos'

Operação na favela do Jacarezinho deixou 25 mortos, incluindo um policial

Da CNN, em São Paulo
07 de maio de 2021 às 14:25 | Atualizado 07 de maio de 2021 às 18:14
player-mask
player-img

Ao comentar a operação policial mais letal da história do Rio de Janeiro, com 25 mortos, incluindo um policial, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse "não ter dúvidas" que os mortos “eram criminosos”.

“A narcoguerrilha no Rio praticamente controlam determinadas áreas e impedem a entrada do estado, enquanto o estado não resolver problemas vamos ter situações como essa. Se permitirmos que a narcoguerrilha se fortaleça vamos admitir que o estado é incompetente para ter soberania em todo o seu território”, disse Mourão.

“Não tenho dúvidas que eram criminosos [os mortos na operação], se tivessem inocentes baleados já teria bastante gente na rua protestando contra isso.”

Operação

A Polícia Civil afirma que deflagrou uma operação contra uma organização criminosa responsável por homicídios, roubos, sequestros e aliciamento de menores no Rio de Janeiro e informou que um policial morreu na ação. As outras 24 pessoas mortas seriam suspeitos de envolvimento com o crime, de acordo com a polícia. 

Duas pessoas que estavam em uma composição do metrô parada na estação de Triagem foram atingidas por balas perdidas, segundo a polícia, e ficaram feridas. Os passageiros foram socorridos e levados aos hospitais Salgado Filho e Souza Aguiar, na capital fluminense.

Em nota, o governo do Rio de Janeiro afirmou que “lamenta as vidas perdidas na operação”.

“A ação foi pautada e orientada por um longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação, que demorou dez meses para ser concluído. Para garantir a transparência e a lisura da operação, todos os locais de confrontos e mortes foram periciados. É lastimável que um território tão vasto seja dominado por uma facção criminosa que usa armas de guerra para oprimir milhares de famílias”, afirmou o governo em nota. 

Operação policial deixou pelo menos 25 mortos
Operação policial deixou pelo menos 25 mortos nas proximidades da estação Jacarezinho
Foto: Vanessa Ataliba/Zimel Press/Estadão Conteúdo