CPI desiste de convocar governador do RS

Alessandro Vieira retirou convocação porque gestão de Eduardo Leite não foi alvo da Polícia Federal

Daniel Adjuto e Julliana Lopes, da CNN, em Brasília
26 de maio de 2021 às 10:57 | Atualizado 26 de maio de 2021 às 11:40

 

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) retirou o requerimento em que pede a convocação do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). Pelo acordo firmado pelo G7 e antecipado pela CNN, apenas governadores em cujos estados houve ou há investigação da Polícia Federal é que deveriam ser chamados.

 

No caso do Rio Grande do Sul, a Operação Camilo, em maio do ano passado, não mirou o governo do estado. A investigação mira a organização social (OS) que administrava o hospital de Rio Pardo (RS) em contrato com a prefeitura local. O governo foi chamado para intervir na gestão da unidade.

Ainda nesta terça-feira, o senador Alessandro Vieira avisou ao restante do grupo que precisava retirar a convocação de Eduardo Leite. O governador gaúcho foi surpreendido com o pedido de convocação pelo fato de a operação Camilo não ter relação com a Covid-19.